Acreditamos ser uma das maiores organizações privadas no setor de ensino superior nas regiões Nordeste e Norte do Brasil em número de unidades e também em número de alunos matriculados. Em 31 de dezembro de 2015, nossa rede era composta por 43 unidades, sendo a maioria destas localizadas no Nordeste e Norte, regiões do País que acreditamos apresentar maior potencial de crescimento em razão de possuírem as menores taxas de penetração do ensino superior. Acreditamos ser ainda ser uma das maiores organizações privadas no setor de ensino superior do Brasil em número de alunos matriculados. Em 31 de dezembro de 2015, contávamos com 140,7 mil alunos matriculados em nossos cursos de graduação presenciais e a distância, pós-graduação e cursos técnicos.

Apresentamos expressivo crescimento no número de alunos e em receita líquida nos últimos anos, tendo em vista que entre 31 de dezembro de 2010 a 31 de dezembro de 2015, a nossa base de alunos total cresceu a uma taxa composta anual (CAGR) de 33,7%. Adicionalmente, entre 31 de dezembro de 2014 e 31 de dezembro de 2015, apresentamos crescimento de 22,5% em nossa base de alunos de graduação. O aumento no número de alunos de graduação refletiu por fim em nossa receita líquida, que cresceu a uma taxa composta anual (CAGR) de 48,5% entre 31 de dezembro de 2010 e 31 e dezembro de 2015. Para os exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2014 e 31 de dezembro de 2015, registramos R$705.067 mil e R$1.020.261 mil de receita líquida, respectivamente, representando um crescimento de 54,4% e 44,7% em relação ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2013 e 31 de dezembro de 2014, respectivamente. Tal crescimento foi obtido com rentabilidade atrativa, sendo que nossa margem EBITDA esteve acima da média da margem das companhias de capital aberto que atuam no nosso mesmo segmento de negócio, não obstante, no exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2014 foi o primeiro ano em que operamos no segmento de EAD, segmento esse com potencial de geração de margens superiores. Nos exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2014 e 2015 nossa margem EBITDA Ajustada foi de 35,1% e 28,0% respectivamente.

Mantemos uma administração financeira focada na rentabilidade e na excelência de nossa gestão, refletida na qualidade de nossos indicadores financeiros, tais como: (i) geração de fluxo de caixa operacional, e (ii) controle de capital de giro. A tabela a seguir demonstra os nossos principais indicadores financeiros e operacionais para os períodos indicados:

Exercício Social Encerrado em 31
de dezembro de
%Variação %Variação %Variação
2015 2014 2013 15x14 14x13 13x12
Receita Líquida 1.020.261 705.067 456.961 44,70% 54,36% 61,24%
Lucro Bruto 542.805 437.772 276.591 23,99% 58,27% 52,73%
EBITDA(1) 254.198 253.972 157.037 7,96% 61,73% 75,74%
EBITDA Ajustado(2) 285.645 247.816 154.467 15,26% 60,43% 76,26%
Lucro Líquido 161.065 213.864 116.297 -24,69% 83,89% 80,99%
Número Final de Alunos Graduação 123.988 101.195 70.255 22,52% 44,04% 44,35%
Número Final de Alunos Pós - Graduação 10.388 8.294 7.678 25,25% 8,02% 5,48%
Número Final de Alunos Cursos Técnicos 3.055 16.921 20.880 -82,24% -18,96% 2279,27%
Número Final de Alunos Ensino a Distância 3.320 2.048 0 N.M.% N.M N.M
Empréstimos e Financiamento CP 49.484 33.264 17.836 48,76% 86,50% -54,09%
Empréstimos e Financiamento LP 333.240 74.673 90.000 346,27% -17,03% 111,56%
Caixa e Equivalentes de Caixa 69.999 73.248 217.260 -4,44% -66,29% 1164,46%
Títulos e Valores Mobiliários 213.135 63.418 84.311 236,08% -24,78% N.M.

1) O EBITDA segundo disposições da Instrução CVM n° 527 expedida em 4 de outubro de 2012, que dispõe sobre a forma de divulgação voluntária do EBITDA pelas companhias abertas, pode ser conciliado com as demonstrações financeiras como segue: lucro líquido acrescido do imposto de renda e contribuição social, resultado financeiro, e despesas com depreciação e amortização. O EBITDA não é uma medida de desempenho financeiro segundo as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil ou IFRS, tampouco deve ser considerado isoladamente, ou como uma alternativa ao lucro líquido, como medida operacional, ou alternativa aos fluxos de caixa operacionais, ou como medida de liquidez e não deve ser considerado como base para distribuição de dividendos. Outras companhias podem calcular o EBITDA de maneira diferente de nós.

2) (2) O EBITDA Ajustado corresponde à soma do EBITDA com (a) resultado financeiro das receitas com multas e juros sobre as mensalidades, (b) custos e despesas não recorrentes, compostos pelos gastos ligados a fusões e aquisições de empresas, os quais não impactariam a geração usual de caixa, e (c) os aluguéis mínimos, compostos pelos contratos de aluguel registrados como arrendamentos financeiros pelo CPC 06, os gastos destes arrendamentos não transitam pelo EBITDA da Companhia, sendo incorporados ao EBITDA Ajustado.

Acreditamos que as nossas regiões de atuação, Nordeste e Norte do Brasil, apresentam características especiais para o desenvolvimento do ensino superior, com oportunidades únicas de crescimento, dentre elas a menor taxa de penetração do ensino superior no Brasil em relação seu mercado potencial, sendo de 33% no Nordeste e 29% no Norte, em comparação com uma média nacional de 39%, segundo o estudos realizados pela Strategy&, bem como as menores taxas de penetração líquida (matrículas em cursos de graduação, mestrado e doutorado de estudantes na faixa etária de 18 a 24 anos, em relação à população nesta mesma faixa etária), medidas pelo Ministério da Educação, que pelos dados de 2014 apresentava 13% para a região norte, 13% para região nordeste enquanto a média nacional estava em 18%.

Estudos da empresa de consultoria em educação Hoper realizado em 2013, em sua "Análise Setorial do Ensino Superior do Brasil de 2013", afirmam que a localização do campus é o principal atrativo de uma instituição de ensino para um potencial aluno do ensino superior, considerando o nosso público alvo. Nesse sentido, procuramos estar perto de nosso público-alvo. Assim, nossas unidades de ensino são localizadas nas principais regiões metropolitanas do Nordeste e Norte do Brasil, em localidades que contam com alta demanda por ensino superior e que oferecem infraestrutura urbana adequada para atender nossos alunos, gerando uma maior percepção de valor ao nosso público-alvo. O mapa a seguir indica a localização das nossas unidades e o número de alunos de graduação universitária em cada Estado em 31 de dezembro de 2015:

Especificamente em relação ao nosso segmento de atuação, acreditamos que ele apresenta grande potencial de crescimento, em decorrência do atual estágio de desenvolvimento do mercado de educação no País, com um marco regulatório favorável para as empresas privadas do setor e da necessidade dos jovens nessa faixa etária alvo, de 18 a 26 anos, de adquirir novas competências para se posicionarem em um mercado de trabalho cada vez mais especializado e competitivo. O perfil de nosso aluno é bastante diversificado, sendo, em sua maioria, jovens trabalhadores com média de idade entre 21 e 26 anos e de classes média e média-baixa.

Em 2013, 2014 e 2015, nosso ticket médio de graduação por mês foi de R$514,20 e R$573,38, e R$653,31 respectivamente. Em 31 de dezembro de 2015, 45,2% de nossos alunos de graduação tinham financiamento FIES. Com o objetivo de melhorar os nossos processos, controles e governança, criamos em 2007 um Conselho de Administração e, em outubro de 2008, com a entrada do fundo de investimento Cartesian Capital Group como nosso sócio, iniciamos um processo de importantes mudanças em nosso modelo de negócio e em nossa estrutura organizacional, visando um crescimento sustentável, sempre com foco em qualidade de ensino aliado à rentabilidade. Tal processo foi baseado na implantação de melhores práticas de governança corporativa, na redefinição dos papéis das lideranças gerenciais e na construção de um modelo de gestão orientado por resultados, buscando maior produtividade e agilidade. Por fim, atrelamos o desempenho de nossos principais gestores a indicadores individuais, claramente definidos, monitorados periodicamente e focados na qualidade dos serviços prestados, satisfação dos alunos e rentabilidade.

Nossa Estratégia

Nossa estratégia de geração de valor será executada com a manutenção de nossa atual plataforma de crescimento e também por meio de outras estratégias abaixo elencadas:

Crescimento Orgânico nas regiões Nordeste, Norte e Sudeste

a) Criação de novos cursos de graduação em unidades existentes e abertura de novas unidades

Nos últimos cinco anos, apresentamos uma forte expansão de nossas atividades, com foco principalmente em nosso crescimento orgânico. Em 2009, tínhamos aprovação do MEC para oferecermos 21.3 mil Vagas Anuais, comparadas com as 239,4 mil Vagas Anuais em 31 de dezembro de 2015, com uma taxa composta de crescimento de 49,6%. Acreditamos que os nossos novos credenciamentos nos proporcionarão um crescimento sustentado e resiliente ao longo dos próximos anos. Adicionalmente, pretendemos credenciar novos cursos nas nossas unidades que oferecem oportunidade de crescimento, focando nos cursos mais rentáveis e com maior demanda em cada região.

b) Credenciamentos de novas unidades e investimentos em unidades já existentes

O credenciamento de novas unidades de ensino perante o MEC leva em média 36 meses. A partir de nossos estudos e inteligência de mercado e da experiência de nossa Administração em abrir novas unidades, identificamos oportunidades de abertura de novas unidades em localidades com demanda ainda não atendida pelas instituições de ensino locais. Temos atualmente 21 novos processos de credenciamentos solicitados perante o MEC, com cinco novos cursos cada. Tais novas unidades serão estrategicamente localizadas para manter os atuais níveis de atratividade percebidos por nossos alunos. Adicionalmente, algumas de nossas unidades atualmente que são de menor porte e serão expandidas, de forma a nos beneficiarmos do credenciamento já obtidos com tais unidades. Aumentaremos o número de vagas disponíveis em tais unidades, permitindo um crescimento orgânico com baixa necessidade de investimentos adicionais. Para isso pretendemos investir no desenvolvimento de novas e mais modernas unidades. Adicionalmente, Centros Universitários oferecem maior autonomia para a criação de novos cursos e o aumento de novas vagas, potencialmente permitindo a aceleração de nosso crescimento orgânico.

c) Expansão via ensino a distância (EAD)

Iniciamos a captação na modalidade EAD no 1° trimestre de 2014, visto que a publicação da portaria autorizativa ocorreu em dezembro de 2013. A tecnologia que utilizamos para oferecer os nossos cursos EAD já está instalada e vem sendo aprimorada por nós desde 2007, por meio do oferecimento de cursos e atividades de estudos dirigidos a distância para os alunos presenciais. Ainda, parte de nossos cursos presenciais já está oferecendo a modalidade EAD para seus alunos em até 20% da carga horária total para cerca de 18 mil alunos, de acordo com os limites estabelecidos pelo MEC. Tais fatos exemplificam a nossa já existente experiência operacional e tecnológica com o segmento de ensino a distância. O EAD tende a nos agregar uma rentabilidade ainda maior, uma vez que o seu custo marginal para novos alunos é baixo e suas despesas operacionais serão diluídas pelas despesas da operação presencial. O segmento de EAD no Brasil apresenta forte tendência de crescimento, dada sua atratividade de preço e maior conveniência de locomoção, podendo atrair alunos com menor poder aquisitivo e que vivem em cidades afastadas dos maiores centros urbanos. O nosso EAD já foi aprovado pelo MEC, com notas 4 e 5 no credenciamento e em todos os Polos (notas de 1 a 5), e homologado pelo CNE. A entrada nesse novo segmento possibilita, além da diluição de custos com instalações e corpo docente, a entrada em um novo mercado ainda não explorado por nós. Acreditamos que o reconhecimento das marcas "UNINASSAU" e "Mauricio de Nassau" dará sustentabilidade e força ao crescimento de nosso EAD.

Em novembro de 2015, a Universidade de Guarulhos (UNG) foi credenciada pelo MEC para oferecer Ensino a Distância no Brasil. Com o credenciamento, a UNG passou a oferecer inicialmente 18 cursos de EAD por meio de 6 polos nas cidades de Guarulhos, Atibaia, Bragança Paulista e Itaquaquecetuba, gerando um aumento significativo na capacidade competitiva da UNG que combinam novos produtos investimentos de reforço de reconhecimento de marca que foram desenvolvidos desde o começo de 2015 com inserções em rádio e televisão, que incluiu revitalização da própria logomarca da UNG. Com o credenciamento dos 6 polos da UNG o grupo encerra o ano com 15 polos EAD.

Em dezembro de 2015, a UNINASSAU obteve reconhecimento de seu curso EAD e protocolou credenciamento para 400 novos polos de ensino a distância. Os polos protocolados são majoritariamente nas regiões nordeste e norte do Brasil e fazem parte da estratégia de crescimento orgânico da Companhia.

d) Oferta de cursos de pós-graduação e cursos técnicos

A oferta dos cursos técnicos e de pós-graduação representam um papel importante em nossa estratégia de crescimento, uma vez que colaboram com a diluição dos custos fixos, dado que esses cursos são oferecidos em horários diferentes dos cursos de graduação, como vespertino e finais de semana, permitindo, dessa forma, a otimização da utilização das nossas instalações físicas. Em 31 de dezembro de 2015, haviam 10,4 mil alunos realizando cursos de pós-graduação e cerca de 3,0 mil alunos realizando cursos técnicos através do PRONATEC, programa que o governo federal reduziu significativamente em 2015. Pretendemos continuar a explorar esses segmentos de mercado conforme sua dinâmica.

e) Fortalecimento de nossas campanhas de marketing visando manter o elevado reconhecimento de nossas marcas e aumentar a captação de alunos

Continuaremos a investir em nossos esforços de comunicação junto as comunidades em que atuamos, visando manter ou expandir o reconhecimento de nossas marcas. Utilizamos uma estratégia de comunicação integrada que combina inserções em mídia, ações socioambientais, apoio ao esporte e campanhas comerciais de captação de alunos, visando não apenas aumentar a captação de alunos em cada período, mas também gerar reconhecimento da marca e inserção do nosso Grupo nas comunidades das cidades nas quais atuamos. Essas atividades são realizadas em conjunto com nossa força de vendas estruturada que trabalha em coordenação dessas atividades com nossos esforços comerciais em nossas unidades realizando contato direto com nossos públicos-alvo. Além disso realizamos iniciativas especificas como parcerias com empresas para geração de estágios e programas de trainee, órgãos públicos, escolas, participação em feiras universitárias e outros eventos importantes para prospecção de alunos em potencial.

Aquisições e consolidação do setor

Pretendemos continuar de forma seletiva nossa atual política de expansão por meio de aquisições, mantendo nossa disciplina na seleção das empresas alvo, definindo locais para novas unidades ou adquirindo unidades existentes e aplicando nosso modelo de negócios padronizado a essas unidades. Adotamos critérios rígidos na abertura e aquisição de novas unidades, inclusive a adequação do local e das instalações, conveniência para nossos alunos e ambiente competitivo local. Tais critérios são verificados por meio de uma extensiva análise de mercado que leva em consideração variáveis tais como tamanho do mercado-alvo, ambiente competitivo, taxa de penetração de educação superior, poder de compra dos alunos em potencial e estratificação do nível de renda. Atualmente, temos identificadas mais de 40 cidades potenciais nas regiões Nordeste e Norte com condições atraentes para a implementação do nosso modelo educacional. Em geral, dada a estrutura do mercado de educação superior nas regiões Nordeste e Norte, no qual a maioria dos possíveis alvos para aquisições são pequenas e médias faculdades, centros-universitários e universidades, realizamos pesquisas de mercado para a implantação de novos cursos que atendam à demanda em tais unidades adquiridas.

Busca contínua de ganhos de eficiência e rentabilidade

Com investimento contínuo na inovação do nosso modelo de ensino, continuaremos a desenvolver e oferecer ensino universitário e técnico de qualidade, com cursos constantemente atualizados em linha com as necessidades e perfis de nossos alunos e do mercado, ministrados por um corpo docente altamente capacitado, com modernas metodologias e ferramentas pedagógicas e com instalações adequadas e convenientemente localizadas. Sabemos que além de obter uma educação de primeira linha, com foco no encaminhamento ao mercado de trabalho, nosso aluno também valoriza um atendimento e serviço de alto padrão. Assim, investiremos de modo relevante e contínuo em infraestrutura, em especial infraestrutura digital, buscando melhorar a "experiência" do aluno em nossas unidades. Além disso, esperamos continuar a melhorar a nossa eficiência operacional, com (i) uma gestão inteligente do portfólio de cursos oferecidos, com a escolha de cursos com alta demanda e com alto potencial de rentabilidade; (ii) criação de turmas com números mínimos de alunos; e (iii) cruzamento de grades curriculares. Reavaliamos regularmente o portfólio de cursos que oferecemos em nossas unidades com base em pesquisas de mercado, no desenvolvimento econômico de cada região em que atuamos e nas ofertas de nossos concorrentes. Nossa equipe acadêmica centralizada também está atenta para desenvolver novos projetos de cursos, além daqueles que atualmente oferecemos, quando existe demanda.

Investimento contínuo em tecnologia

Pretendemos continuar a investir em tecnologia, para uma melhoria contínua da qualidade no ensino e no relacionamento com nossos alunos e professores. Ao continuar a investir em tecnologia, acreditamos que aumentaremos nossa eficiência operacional, com a redução de custos e aumento da comodidade para nossos administradores e alunos. O investimento em novas tecnologias nos permitirá ainda flexibilizar a nossa oferta de produtos, proporcionando ainda mais ganhos no controle de qualidade de ensino e redução de custos em nossas unidades. Por fim, realizaremos ainda investimentos expressivos com o objetivo de suportar o nosso crescimento esperado, disponibilizando uma adequada infraestrutura de tecnologia para nossos alunos, professores e área administrativa.

Estrutura Societária

Reestruturação Societária: Em 30 de maio de 2013, nossas subsidiárias ABES - Sociedade Baiana de Ensino Superior Ltda., CENESUP - Centro Nacional de Ensino Superior Ltda., ADEA - Sociedade de Desenvolvimento Educacional Avançado Ltda. e ICES - Instituto Campinense de Ensino Superior Ltda. foram cindidas, com seus acervos no valor contábil total de R$51.475 mil, compostos por ativos imobiliários, incorporados à nós. Tal cisão teve por objetivo centralizar todos os ativos imobiliários do grupo na Companhia. A incorporação desses ativos, por sua vez, não resultou em qualquer aumento patrimonial, mas em mera substituição contábil de "investimento" pelos ativos e passivos que compunham os acervos líquidos.

Em seguida às cisões acima mencionadas, em 28 de junho de 2013, foi aprovada a cisão parcial da Companhia, com a transferência de determinados ativos imobiliários, entre outros, duas aeronaves e os imóveis das unidades de Recife, Salvador, João Pessoa, Maceió e Campina Grande, e passivos correspondentes representando uma redução do capital social da Companhia no montante líquido de R$125.704 mil, com tais valores transferidos para a JJ Participações e Projetos Ltda., empresa sob controle do Acionista Controlador. Concomitantemente à cisão, foram firmados contratos de locação de longo prazo entre a Companhia e a JJ Participações e Projetos Ltda., garantindo à Companhia o direito de uso dos imóveis pelo prazo mínimo de dez anos, prorrogável por igual período a critério exclusivo da Companhia. O principal objetivo de tal reorganização societária foi a de aumentar a eficiência da Companhia, permitindo maior foco em sua atividade fim, sem a necessidade de administrar um acervo imobiliário próprio.

Os valores dos contratos foram determinados com base em laudo de avaliação elaborado por especialistas. Os contratos foram firmados por prazo de 10 anos, prorrogável por igual período, mediante notificação prévia ao locador. Os aluguéis serão corrigidos anualmente, ou na menor periodicidade legalmente permitida, pelo INCC/FGV, e a cada triênio, as partes concordam em renegociar o valor dos aluguéis firmados. Se as partes não conseguem chegar a um acordo sobre o novo preço, o aluguel será baseado em novos laudos de avaliação de especialistas.

Adicionalmente, vale ressaltar que estamos expostos a conflitos de interesses, visto que a administração de tais imóveis pode ser conflitante com os nossos interesses, do nosso acionista controlador e dos nossos investidores. Para maiores informações ver o fator de risco "Parte dos imóveis por nós ocupados são de titularidade de sociedade pertencente ao nosso acionista controlador. Assim, estamos expostos a conflitos de interesses, visto que a administração de tais imóveis pode ser conflitante com os nossos interesses, do nosso acionista controlador e dos nossos investidores." no Item 4.1 do Formulário de Referência da Companhia".

Para maiores informações sobre os contratos de locação firmados no âmbito desta reestruturação, ver Seção 16 - Transações com Partes Relacionadas, do Formulário de Referência da Companhia.


Fale com RI

Telefone: (+55 11) 2769-3223
E-mail: ri@sereducacional.com.br